Aviso: A versão clássica da Conta Azul deixou de ser comercializada. Para melhor atender os donos de negócio e contadores, empresas que já usavam a versão Clássica podem permanecer nela. Novas assinaturas obrigatoriamente devem usar a versão Pro. Para saber mais clique aqui.
Guia Rápido

Como ver o DRE Gerencial com detalhamento por categoria na Nova Conta Azul Pro

Bruna Schmitz
Bruna Schmitz
- Atualizado

Saber o quanto se está ganhando ou perdendo nas operações da empresa é essencial para preservar a saúde financeira do negócio, e o DRE Gerencial é a ferramenta ideal para essa análise.

Os grupos do DRE Gerencial são as categorias-mães do relatório e não é possível personalizar essa hierarquia. Ao criar uma nova categoria ou sub-categoria, de acordo com seu plano de contas, você deve escolher onde a mesma aparecerá, ou seja, todas as novas categorias estarão associadas à uma categoria-mãe.

O detalhamento é realizado diretamente em Relatórios > Financeiro > DRE Gerencial:

dre.gif

 

Você poderá clicar sobre o valor total em cada um dos meses, e entender o detalhamento, ou seja, quais foram os lançamentos criados para cada uma das categorias

 

Além disso, é possível abrir a análise vertical ou horizontal:

  • Análise vertical: compara os valores linha a linha, considerando as linhas maiores como o valor total, e as linhas menores como uma porcentagem do total.
  • Análise horizontal: compara os valores mês a mês, para ver evolução ou contração daquela linha.

 

Como interpretar o DRE Gerencial?

  1. Primeiro apresentamos as receitas operacionais
    > Vendas que estão diretamente ligadas à atividade econômica da empresa


  2. Depois descontamos as deduções da receita bruta
    > Devoluções de vendas, descontos concedidos na venda, comissões sobre as vendas, impostos que incidem diretamente sobre a venda, como ICMS, ISS etc


  3. Na sequencia, temos a receita líquida de vendas (receitas operacionais - deduções)
    > Receita da Empresa já descontando o valor dos impostos incidentes sobre as vendas


  4. Deste total subtraímos os custos operacionais para gerar o lucro bruto
    > Mostra o quanto a empresa está gerando de lucro, considerando apenas os custos diretamente ligados à geração da Receita Operacional da empresa


  5. A partir desse valor descontamos as despesas operacionais para termos o resultado de Lucro / Prejuízo Operacional
    > Diferença entre Receita Líquida de Vendas e todos os gastos relativos à operação da empresa, sejam eles custos ou despesas


  6. Receitas e rendimentos financeiros somam ao resultado de Lucro / Prejuízo Operacional e as despesas financeiras são subtraídas
    > Gastos ou receitas referentes às atividades financeiras da empresa


  7. Outras receitas e despesas não operacionais são calculadas e detalhadas, para apresentarmos o Lucro / Prejuízo Líquido
    > Resultado Geral da empresa, representa a diferença entre a Receita Líquida de Vendas e todos os Custos e Despesas incorridos no período


  8. Subtraímos as despesas com investimentos e empréstimos
    > São parcelas com gastos programados para o período referente a financiamentos, empréstimos e dívidas da empresa, assim como compras de máquinas e equipamentos


  9. Ao final do cálculo temos o Lucro / Prejuízo final
    > O Lucro Final é uma linha extra que evidencia o Lucro após as parcelas de investimentos e dívidas programadas para o período. Se o valor total do mês tiver o símbolo (-) à frente do número, significa que sua empresa teve prejuízo

Compartilhe esse artigo:

Esse artigo foi útil?

Usuários que acharam isso útil: 3 de 5
Ainda não possui Conta Azul  em sua empresa?  A plataforma online fácil de usar que ajuda você a organizar e controlar seus  negócios. Experimente agora