Aviso: A versão clássica da Conta Azul deixou de ser comercializada. Para melhor atender os donos de negócio e contadores, empresas que já usavam a versão Clássica podem permanecer nela. Novas assinaturas obrigatoriamente devem usar a versão Pro. Para saber mais clique aqui.
Pergunta Frequente

DRE: O que é e como analisá-lo?

Carin
Carin
- Atualizado

A Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) é um demonstrativo contábil que tem a finalidade de mostrar o resultado obtido por uma empresa em determinado período, ou seja, ela reflete o lucro ou o prejuízo de um estabelecimento no decorrer dos meses ou do ano.

 

Para isso, o montante das receitas e despesas/custos são apresentados verticalmente, de forma dedutiva, ou seja, das receitas subtraem-se as despesas, resultando em lucro ou prejuízo.

 

Conforme define as normas da contabilidade, o DRE, assim como as demais demonstrações contábeis (com exceção da demonstração dos fluxos de caixa) devem ser elaboradas obedecendo ao princípio do Regime de Competência. Este princípio determina que as receitas e despesas devem ser escrituradas no período em que ocorrerem, independente do seu recebimento ou pagamento.

 

Estrutura da DRE

De acordo com a Lei nº 6.404 (chamada de Lei das S/As), a DRE deverá conter:

  • a receita bruta das vendas e serviços, as devoluções das vendas, os abatimentos e os impostos;
  • a receita líquida das vendas e serviços, o custo das mercadorias e serviços vendidos e o lucro bruto;
  • as despesas com as vendas, as despesas financeiras, deduzidas das receitas, as despesas gerais e administrativas, e outras despesas operacionais;
  • o lucro ou prejuízo operacional, as outras receitas e as outras despesas;
  • o resultado do exercício antes do Imposto sobre a Renda e a provisão para o imposto;
  • as participações de debêntures, empregados, administradores e partes beneficiárias, mesmo na forma de instrumentos financeiros, e de instituições ou fundos de assistência ou previdência de empregados, que não se caracterizem como despesa;
  • o lucro ou prejuízo líquido do exercício e o seu montante por ação do capital social.

 

Como analisar uma DRE

O DRE, diferente das demais demonstrações contábeis obrigatórias, pode ser facilmente interpretado, mas existem algumas ferramentas de análise que podem facilitar nesta tarefa tanto para o contador como para o empresário. São elas:

 

  • Análise horizontal

Esta análise faz uma comparação entre o exercício anterior e o atual. O valor de cada item na demonstração mais recente é comparada com o saldo do item correspondente de um ou mais anos anteriores. Neste caso, é demonstrado o percentual de aumento ou diminuição de determinada receita ou despesa do DRE.

 

A fórmula para o cálculo da análise horizontal é a seguinte:

AH = [(Valor atual do item/Valor do item no período base) – 1] x 100

 

  • Análise vertical

Esta análise destaca a representatividade de determinada receita ou despesa em relação ao todo. Cada item da linha de uma demonstração financeira é analisado como uma representação da porcentagem do foco principal da declaração. No caso da DRE, o foco principal é a Venda Bruta.

 

A fórmula para o cálculo da análise vertical é a seguinte:

AV = Conta (ou grupo de contas) /Receita Bruta x 100